terça-feira, 29 de julho de 2008

[Por essas bandas os dias são longos,
por aqui não existe perdão.
Nessa esquina a vida explode no peito, e termina
tão logo quanto começo]





*sussurra*

O computador é seu amigo, ele quer o seu bem. Ele sempre vai embora na hora certa. E leva seu coração junto. E te gira e gira gira... Só porque é divertido te ver zonza, escrevendo historinhas dramáticas.! *Risada Maléfica extremamente alta* uh uh xiiii! Faça silêncio... O computador é seu amigo.
Se fosse escrever sobre os dois diria que ambos são solitários. Que acham que suas buscas não levariam a nada, porque no fundo não acham mesmo que sirvam para alguém.
No fundo eles tem medo, mas sabem disso e enfrentam. O problema maior é que tantas vezes deu errado que eles perderam a fé.

Se isso foi uma história minha sendo escrita acho que diria que quando eles se encontraram se reconheceram e acreditaram.
Mas, como isso não é algo que eu vá escrever, digo que eles se reconheceram e não acreditaram, mas ainda assim desejaram e o desejo os empurrou.



Tenham fé. Quero escrever meu livro.

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Eu acho engraçado como a gente tende a deixar as pessoas que mais amamos precisando de nós, para estarmos com quem não merece.

Por que?

sábado, 12 de julho de 2008

Meu pequeno morango

Cazuza que me perdoe...

Eu nunca quis a sorte de um amor tranquilo, com sabor de fruta mordida.
naum mesmo.
Sempre quis aquelas paixões avassaladores, cheirando a carro novo, potente e selvagem.
Por alguma razão, desconfio que meu lado escritra acha mais interessante, meu coração sempre desejou o turbilhão, a bagunça, a força avassaladora que só se pode experimentar quando ainda se é jovem e tolo.

Sei muito bem que estou falando de paixão, porque ela queima, porque é chama, consome e apaga. Mas assim que achei que sempre seria. Primeiro paixão, fogo, e o sabor de fruta mordida viria aos poucos, BEM aos poucos.

Mas, agora, me sinto tranquila, no embalo da rede, e isso me faz bem. Acho que aprendi todas as lições sabe? Sei que posso viver sem, sei que se um de nós tiver de ir ninguém vai impedir, sei que quero ficar, não quero nada além do que me é ofertado de alma lavada.

É a paz.

Não me leve a mal caro leitor (levando em conta que alguém lera esse pequeno "desabafo"), eu sinto meu coração sendo jogado no meio de um furacão quando ele me olha daquele jeito. Apenas isso não me consome, e isso é bom.

Não consumir, viver.
Não prender, ter.
Não roubar, ganhar.

Sei lá... Eu tenho a sorte de saber qual o sabor da fruta mordida.

terça-feira, 8 de julho de 2008

Toda rotina tem a sua beleza

"A idéia é a rotina do papel.
O céu é a rotina do edifício.
O inicio é a rotina do final.
A escolha é a rotina do gosto.
A rotina do espelho é o oposto.
A rotina do perfume é a lembrança.
O pé é a rotina da dança.
A rotina da garganta é o rock.
A rotina da mão é o toque.
Julieta é a rotina do queijo.
A rotina da boca é o desejo.
O vento é a rotina do assobio.
A rotina da pele é o arrepio.
A rotina do caminho é a direção
A rotina do destino é a certeza.
Toda rotina tem a sua beleza."

quarta-feira, 2 de julho de 2008

Para você

"Você espera respostas que eu não tenho
Mas não vou brigar por causa disso

Até penso duas vezes se você quiser ficar"

Amor e Paixão

"A paixão, a distância apaga. O amor, a distância acende.
A paixão passa, enquanto o amor continua.
Na paixão Você ri.
No amor Você também ri, sorri e, às vezes, chora.

A paixão não tem limites. O amor tem obstáculos.
Na paixão Você se dá. No amor, Você se entrega.
Na paixão Você faz sexo. No amor, Você faz e recebe amor.
A paixão é superfície. O amor é correnteza.
Pois a paixão lhe leva, enquanto o amor lhe arrasta.

A paixão ferve. O amor transborda.
A paixão Você conta a todos. O amor Você revela ao amigo.
Na paixão Você curte o momento. No amor, Você o vive intensamente.
Na paixão Você grita. No amor Você sussurra.
Na paixão tudo existe. No amor, tudo se constrói.

A paixão exige. O amor pede.
A paixão é incêndio. O amor é chama eterna.
Na paixão tudo são momentos. No amor, tudo é vida."


{Não Confunda AMOR com PAIXÃO - http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=2105896}

Excelente o texto da comu, naum resisti a postar, com os devidos créditos. (levando em conta q eu naum sei autoria e tals, mas estah ai a "fonte")

terça-feira, 1 de julho de 2008

naum eh frustrante, qdo nos retemos aos clichês?

{naum lui, nem todos os clichês saum bons}