quinta-feira, 29 de novembro de 2007

The End

hoje eu vim andando e observando as pessoas nos carros

(na minha rua tá tendo um projeto da prefeitura e anda o maiooor transito)

Pensei por um momento
Quem sabe num desses carros está O cara (the ONE)
O sol batia de leve no meu rosto enquanto se punha na beiramar
Me senti no fim de um daqueles filmes com moral
OU
No fim de uma temporada de uma série americana
NA verdade... eh o fim de uma temporada de uma serie (segundo o edi)
Passei pelo momento de epifania
(aquele quando está chegando o fim da temporada e o personagem percebe tudo o q fez d errado e começa a correr atrás pra acertar/conseguir o mocinho(a))
Puxa vida
E eu comecei a limpeza, desfiz um dos meus maiores tropeços...
Acho até que dei um tempo nas coisas feias...
Aceitei que algumas coisas não podem ser salvas
(Histologia jah eraaa)
Então acho que agora só falta o último capitulo,
onde alguns amigos viajam,
um vai correr atrás de um sonho,
o outro vai ganhar a recompensa por meio ano longe do amor da vida dele
tem um ai que finalmente conseguiu a garota e agora vai lidar com a falta dela...
SOH FALTA EU!

Parece que os produtores não decidiram meu fim!
Preciso que o príncipe bata aqui na minha porta
E me diga que esse ano eu aprendi algo
Que a lição vai ser recompensada
Sei lá...


É soh que...
Eu devia ganhar algo por fazer as coisas direito não?

A volta do Lindinho (postei d quinze dias q eu axei q tinha perdido)

Você está sozinha baby
E é assim porque você quer
Eu te dei amor e você olhou para mim
e riu
Seu sorriso zombou de nós
E agora eu zombo de você
Mas para frente nós vamos nos olhar e saber
O nosso amor baby,
é para sempre
mas não do jeito dos contos de fadas
Quando você chegar ao inferno saiba:
está lá porque eu quero!
O paraiso é do meu lado
Mas você gosta de dramas e novelas
Então lhe darei um presente baby
Você terá tudo
Você será minha no fim
Antes que seja tarde demais
Quando estiver esquecendo
Eu vou estar lá para te dar oi e sorrir
E zombar do seu amor revolto e infantil
Quando você chegar ao inferno saiba:
está lá porque eu quero!



Talvez seja porque eu acordei tarde (de novo) e nem foi intencional (é sério!)!
Mas é que de repente dei atenção para o que eu estou sentindo... Sei lá... Como diria o Lui Não é a falta desse ou daquele Ou talvez seja... É que o Padpoof trouxe uma certa luz para a minha vida... Mas não a mesma que o outro trouxe... Nunca a mesma luz, nunca a mesma força... Mas também não é isso que eu quero! A infelicidade foi ter encontrado o maldito baterista! Ui como foi ruim começar a lembrar de tudo! E de repente não eram só as tardes entre as freiras que matavam de saudades, mas as manhãs entre arvores e duendes rindo da cara do babaca também... Então todos eles: o sábio, o baterista, o estranho, o iluminado, o babaca e o Padpoof começaram a dançar na minha cabeça! Cantando algo como: “você está sozinha, e você não quer mais estar!” E eu gritei que estar solteira não é um problema! Mas o diabo é que eles me olharam e disseram “você está SOZINHA!”
u.ú
Estou sim, e por escolha até certo ponto, pq não foi um ou dois caras, mas alguns que me ofereceram boas relações. Mas d q adiantava, não estava bem cmg... Agora estou e comecei a sentir falta de passar a aula inteira esperando o almoço, soh para ver ele! Diacho e o desgraçado continua com as mesmas manias: ele ainda olha para os olhos da gente então desvia sorrindo! Putaquepariu u.ú Podia ao menos estar feio... Ou chato... Qualquer coisa! Mas não... Lindo, fofo e solteiro!