terça-feira, 21 de outubro de 2008

-Calma, fala o que aconteceu... O que vc tah sentindo...

-eu... naum 'guento mais ir ateh o fim em algo e... depois... - Respira fundo e fala sem pensar junto com a enxurrada de lagrimas. -Depois de terminar (porque naum tinha mais jeito mesmo) e me esforçar para arrumar tudo, eles chegam e baguncam tudo, destroem. To passando por cima para manter a amizade, porque acho importante, mas eles preferem jogar a merda no ventilador.
Eu odeio

suas desculpas
seu descaso
sua incompreensao
sua falta de interesse no que gosto
seus vicios
sua capacidade de apontar e gritar meus defeitos
sua impaciencia
sua armacoes
sua conquistas
seu jeito de me ver



e nao. eu naum vou escrever "o que mais odeio eh q te amo". sou cliche, mas naum a ponto de sentir isso... eh soh um exercicio contra a gastrite.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

"Uma prece aos rebeldes de corações enjaulados"
(Angelina Jolie)



Pai, afasta de mim esse cálice cheio de esperança fúteis sobre mim, liberta minha alma da jaula que construí. Liberta, também, aqueles que não sabem que existe saída. Dê alento aos que derramam um pranto amargo, que se limitam e que tem medo. Sobretudo ensine que a vida é para alguém inteiro, que ninguém pode ser metade.

domingo, 5 de outubro de 2008

Em algum lugar que já nem lembro,
guardei você,
com seus beijos e risos
e piadas sobre nós.

Em algum lugar eu guardei...

Um dia vou olhar as folhas de um diário rosa esquecido
e vc estará lá,
com tudo aquilo que me fazia rir e chorar.
Parado no tempo. No melhor de nós.
Apenas para nós.
Como uma fotografia colorida dos momentos branco-e-preto.